Eusébio a cidade sem lei

image

Sexta feira dia 10 de maio ao trafegar na avenida Eusébio de Queiroz, centro de Eusébio por volta das 21:30 ao parar na farmácia que fica localizada ao lado direito direito do balão, presenciei o espancamento a um jovem moreno, o qual já tinha visto lavando carros naquele local onde existe um posto de gasolina, e um bar no qual se encontravam vários amigos inclusive o vice prefeito de Eusébio Paulo César Feitosa e o dono da empresa KIOMA SEGURANÇA, enquanto o Everardo motorista do vice prefeito espancava o citado jovem, e ao parecer que estes nada faziam para salvar o mesmo quis intervir foi quando vi o Kioma sacar de uma arma e atirar ai me recolhi dentro do carro, subi os vidros, pensei ligar para a policia mais estava já se aproximando junto com a guarda municipal, e que mais me revoltou foi que estes ao verem que estavam lá as citadas autoridades nada fizeram e foram embora, deixando o neguin tomava mais surra em frente ao Dom Fratelli.

image

No dia seguinte tomei conhecimento que a família do jovem mora no Jacundá, que a mesa não foi prestar queixa a policia, temendo represália e o neguin se encontra doente em sua casa humilde. Como cidadão não posso deixar impune este tipo de violência, presenciada por autoridades municipais que deveriam zelar pelo bem estar das pessoas, vou encaminhar o fato a autoridade estadual, pois percebo que Eusébio está em situação de abandono, onde a lei está sendo praticada de forma totalmente diferente. Espero que os meios de comunicações divulguem este fato, pois agora existem meios para levar ao conhecimento da autoridades, da mídia os descasos praticados fazendo com que as pessoas não se calem diante de seus sofrimentos e busquem ajuda. 

Advertisements