image

Humberto de Alencar Castelo Branco foi o primeiro presidente do regime militar instaurado pelo Golpe Militar de 1964  O Marechal Costa e Silva foi o segundo Presidente do regime militar instaurado pelo Golpe Militar de 1964  Emílio Garrastazu Médici foi Presidente do Brasil de 30 de outubro de 1969 a 15 de março de 1974 

image

O general Ernesto Geisel governou o Brasil de 1974 a 1979. João Figueiredo foi o último Presidente do Brasil no período da ditadura militar 

Verdade mais convincente não existe, a de que “TODOS OS PRESIDENTES MILITARES BRASILEIROS MORRERAM POBRES PORQUE FORAM E SÃO HONESTOS”.A Comissão da Verdade criada no Brasil, há pouco tempo, para esclarecer fatos de terrorismo e outros crimes ocorridos durante o período militar, deveria trazer na primeira página do seu documento o seguinte título: “Todos os Presidentes Militares Brasileiros morreram pobres porque foram e são honestos”.Por causa da probidade administrativa dos Presidentes da República, entre 1964 e 1985, aconteceram vários ataques contra as guarnições militares e contra os quartéis praticados por bandidos possuídos pelo espírito de terrorismo, cujos bandidos oriundos de ensinamentos de guerrilha apoiados por países comunistas com o Cuba do ditador Fidel Castro.Aconteciam assaltos a bancos, instituições várias e roubos de armas como fuzis, por exemplo, terrorismo e mortes de inocentes, tudo praticado sob as orientações da “CARTILHA DO TERROR” de autoria do terrorista Carlos Marighela.Houve no Brasil fatos inacreditáveis como, por exemplo, promoção de um desertor do exército, de Capitão promovido a Coronel, mesmo depois de constatado o fato de ter esse mesmo desertor, matado a coronhadas um tenente da Polícia Militar do Estado de São Paulo.O Tenente que estava de serviço e cumprindo a lei, e executando uma missão de garantir a segurança, foi pego pelo desertor Lamarca, torturado e levado para lugar afastado, e exigindo que o tenente falasse onde estavam colegas e armas, levou coronhadas na cabeça até morrer. Esse ex-capitão Lamarca que desertou, roubou 63 fuzis matou pessoas, por esses crimes, foi promovido pelo presidente Lula a Coronel. Barbaridades assim servem apenas como amostragem de como HÁ INVERSÃO DE VALORES NO BRASIL DE HOJE PÓS REGIME MILITAR, o país que passa por uma democracia doente nos dias de hoje.O Brasil precisa de uma democracia sadia, e não uma democracia onde é PROIBIDO PROIBIR.Os ataques praticados por aqueles que queriam colocar no Brasil a Ditadura Comunista, nos anos 60 e 70, dificultaram a transição política desejada pelos Presidentes Militares, que era a de entregar a administração do país aos civis. A passagem do poder aos civis estava nos planos dos militares para acontecer nos anos imediatos seguintes à contra-revolução de 31 de março de 1964.Por conta dos atos terroristas praticados pelos esquerdistas da época, que buscavam em Cuba do ditador Fidel Castro os ensinamentos de guerrilha, demoraram 20 anos para a passagem do poder no Brasil aos civis.Os Militares nunca quiseram e nunca querem o poder central do Brasil. O que aconteceu em 1963 até 31 de março de 1964, foi um abandono total da administração, o que gerou uma total baderna nacional, e o país, em situação INGOVERNAVEL por causa da baderna, perigava nas mãos dos antipatriotas numa iminente instalação da DITADURA COMUNISTA que seria imposta aos brasileiros sob orientação e apoio de cuba que sofria e sofre nas mão de ditadores da Família Castro.Assim sendo, lembram, agora, os brasileiros, que devem um gesto de agradecimento aos Militares por estes terem impedido a entrada da DITADURA COMUNISTA no Brasil, pois ingovernável que estava o país, foi governado e salvo pelos Militares o povo brasileiro.Se não fosse o socorro prestado pelas Forças Armadas Brasileiras em 31 de março de 1964, na véspera da planejada REVOLUÇÃO DA DITADURA COMUNISTA que seria feita pelos terroristas em 1º de abril, e que por isso o ato heróico dos Militares recebeu o nome de: “A CONTRA REVOLUÇÃO”, o Brasil seria hoje UMA CUBA TERRÍVEL igual a ditadura cubana, sem liberdade do cidadão e pobreza distribuída, onde a riqueza só fica nas mãos do ditador Castro.A Comissão da Verdade deveria apurar sim os atos terroristas praticados por aqueles que queriam entregar o Brasil nas mãos dos DITADORES COMUNISTAS, eles mataram, torturaram e roubaram.Os brasileiros são unânimes em afirmar que querem sim a apuração dos nomes daqueles que assaltaram bancos, assaltaram quartéis, roubaram, mataram, e que queriam entregar o Brasil aos ditadores.AOS HEROIS MILITARES BRASILEIROS, PARABÉNS OEFERECIDOS PELAS PESSOAS HONESTAS QUE HABITAM EM VÁRIAS PARTES DO MUNDO, E QUE SÃO CONTRA A DITADURA COMUNISTA E CONTRA O NAZISMO E CONTRA A DITADURA SOCIALISTA E POR UMA DEMOCRACIA SADIA.